Terça-feira
11 de Dezembro de 2018 - 
Atuação em Volta Redonda e região

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Nova decisão reduz tarifa de ônibus do Rio para R$ 3,40

A desembargadora Flávia Romano de Rezende, da 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, suspendeu nesta quinta-feira, dia 8, a liminar que autorizou o aumento de R$ 0,20 nas passagens de ônibus do município do Rio. Com isso, a tarifa deverá voltar ao valor de R$ 3,40, a partir da intimação da prefeitura e dos quatro consórcios que exploram as linhas municipais. A decisão acolheu o pedido de efeito suspensivo feito pelo Ministério Público. Segundo a desembargadora, ‘não se afigura concebível a transferência para o Judiciário de uma tarefa que compete exclusivamente ao poder concedente, sendo esta a inteligência que se extrai do texto do artigo 29 da Lei Geral de Concessões. Ao Judiciário compete apenas conhecer e julgar a alegada ilicitude da conduta administrativa, estabelecendo, se for o caso, ao final da dilação probatória, o valor da respectiva indenização, como, aliás, formulam as concessionárias no pedido final formulado na petição inicial”. Até agosto de 2017, as passagens custavam R$ 3,80. Duas ações judiciais em recursos movidos pelo Ministério Público levaram a reduções sucessivas das passagens para R$ 3,60 (em agosto) e R$ 3,40 (novembro). Nos processos, o MP argumentava que nos anos de 2014 e 2015 a prefeitura aplicou aumentos acima dos previstos nos contratos de concessão. Os R$ 0,40 de diferença foram autorizados para que as empresas acelerassem a climatização dos ônibus. Veja a íntegra da decisão: https://goo.gl/auXDfx Processo 0005541822018.819.0000 AB/JAB
08/02/2018 (00:00)
Visitas no site:  60520
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.